Tome medidas climáticas agora | O último relatório do IPCC P

Os últimos relatórios do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, em suas siglas em inglês) foram divulgados, e a mensagem é inequívoca: é hora dos líderes empresariais e as organizações tomarem medidas urgentes contra o aquecimento global. O IPCC descobriu que a mudança climática está tendo um impacto pior em nosso mundo do que se supunha anteriormente, e estamos ficando sem tempo para agir.

Em fevereiro de 2022, o IPCC divulgou a segunda parte de uma série de relatórios sobre mudanças climáticas chamada Sexto Relatório de Avaliação. A publicação concentrou-se nos impactos, na adaptação e nas vulnerabilidades das mudanças climáticas. O relatório de fevereiro foi seguido pela terceira parte do sexto ciclo de avaliação, comunicado em abril de 2022, que tem como foco as ações de mitigação das mudanças climáticas.

O que está claro, e apoiado pela ciência, em ambos os relatórios, é que as mudanças climáticas tiveram um impacto muito pior do que se pensava anteriormente. O mais condenável é a conclusão da terceira parte de que o limite de aquecimento de 1,5 graus Celsius está quase fora de alcance, tornando a ação mais urgente do que nunca.

Do derretimento das calotas polares à destruição dos habitats, tanto em terra quanto no mar, especialistas estão observando impactos além das previsões anteriores. Esses representam uma ameaça crítica e potencialmente existencial para as organizações, que devem se adaptar ou enfrentar a extinção. No entanto, a mudança em escala massiva necessária para evitar o pior desses cenários tem demorado a chegar. Mais organizações do que nunca estão agindo, mas todos devemos acelerar nossas ações coletivamente.

Embora esses últimos relatórios apresentem uma perspectiva sombria para o futuro, é importante ressaltar que os autores insistem que ainda há tempo para evitar os impactos mais devastadores nas comunidades e nos ambientes mais vulneráveis. Porém, a ação deve ser dramática e rápida. Estamos muito além do tempo de meias medidas e precisamos que todas as organizações e todas as soluções trabalhem juntas para transformar nossos sistemas econômicos e energéticos para serem resilientes ao clima.

Conforme compartilhamos em nosso vídeo de atualização após o relatório inaugural da Sexta Avaliação, o caminho a seguir é claro. A urgência com que todas as organizações devem descarbonizar suas operações e reduzir sua dependência nos combustíveis fósseis não pode ser exagerada. Não há – literalmente – nem um minuto a ser desperdiçado.

Os relatórios também apontam ao que sabemos há algum tempo: que as soluções já estão disponíveis. A transição dos combustíveis fósseis para a eletricidade renovável, o transporte mais limpo e eletrificado e edifícios mais verdes são a chave para o nosso futuro. Agora não é hora de especular sobre tecnologias emergentes, mas de se comprometer completamente a investir nas soluções sustentáveis ​​que já sabemos que podem funcionar.

Na Schneider Electric, continuamos otimistas de que as empresas podem e vão se esforçar para ser a mudança que o mundo precisa. Vimos companhias liderarem no quesito sustentabilidade, de forma voluntária, repetidas vezes. E elas estão cada vez mais fazendo isso porque veem os riscos da inação e entendem as consequências de não fazer o que deve ser feito.

O primeiro relatório da Sexta Avaliação veio pouco antes da COP26, em um momento em que esperávamos que os governos concordassem em intensificar os compromissos necessários. Apesar de algum progresso ter sido atingido em Glasgow, ele não foi suficientemente longe nem rápido o suficiente. Agora, do outro lado desse evento, sabemos que as organizações não podem esperar pela mudança de políticas para agir. (E, não se engane, as mudanças nas políticas também estão chegando).

Vimos compromissos e ações climáticas incríveis e impactantes nos últimos anos. Não temos dúvidas de que as corporações continuarão inovando e implementando soluções contra as mudanças climáticas – mas será que chegarão a tempo? Na Schneider Electric, trabalhamos com organizações todos os dias para ajudá-las a tomar medidas climáticas. Agora é o momento de agir; entre em contato conosco hoje para dar o próximo passo para acelerar sua própria jornada de descarbonização.

Previous Article
Tome medidas climáticas ahora | El último informe del IPCC S
Tome medidas climáticas ahora | El último informe del IPCC S

Se han publicado los últimos informes del IPCC. Entienda lo que dice la ciencia sobre el cambio climático y...

Next Article
¿Cero neto, carbono neutro, clima positivo o carbono negativo? S
¿Cero neto, carbono neutro, clima positivo o carbono negativo? S

Cero neto, carbono neutral, clima positivo y carbono negativo carecen de definiciones ampliamente aceptadas...